As nossas dicas para prolongar a vida do Pinheiro Natural

1- Corte a rede à volta da sua árvore o mais cedo possível para que os ramos possam tomar o seu lugar e impedir que ela aqueça.

2- Acostumá-lo gradualmente ao calor, colocando-o numa sala fresca, numa varanda ou na garagem durante 24 a 48 horas. Sempre que possível, traga-o no último minuto.

3- Se puder, antes de a instalar, serrar ligeiramente a base da árvore alguns centímetros e mergulhá-la em água durante algumas horas para permitir a sua humidificação.

4- Não se recomenda a sua instalação perto de uma fonte de calor (radiador, lareira, televisão, iluminação forte...) ou perto de janelas que permitam a passagem do sol de Inverno. O calor seca a árvore, que perde as suas agulhas mais rapidamente e descolora-a.

5- Evitar colocá-lo em locais de passagem ou perto de portas. As correntes de ar podem secá-lo, e o atrito pode fazer com que perca as suas agulhas.

6- Nebulhe-o com água à temperatura ambiente antes de instalar as suas decorações. Pode continuar a humidificá-lo regularmente, mas certifique-se de antemão, se tiver instalado grinaldas eléctricas que elas não temem a humidade.

7-Manter o pé molhado num balde com areia ou colocando uma chávena com um pouco de água debaixo do tronco para evitar que seque.

8- No lado da decoração, evitar a neve artificial que seca os ramos. Isto também lhe permitirá voltar a aquecer a sua árvore assim que as férias terminarem.

O que fazer com a sua árvore de Natal depois das festividades?

Felizmente, muitos municípios já pensaram em tudo, mas existem outras soluções quando se tem um jardim.

Deixar a sua árvore de Natal na rua é uma multa. Por isso, não hesite em pedir à sua Câmara Municipal informações sobre como se livrar dela:


Municipio de LISBOA:

https://www.lisboa.pt/cidade/ambiente/residuos-e-reciclagem/recolha  

Municipio  do PORTO:
http://www.portoambiente.pt/contactos

 

Alguns municípios oferecem-se para recolher as suas árvores ou convidam-no a deixá-las nos centros de eliminação de resíduos, para as replantar ou reciclar para compostagem.

Recuperar! As agulhas de pinheiro fazem uma boa cobertura contra o frio, os ramos podem bordejar os seus canteiros, ou os seus quadrados de horta! Se quiser fazer a compostagem, seque-a bem antes de a triturar.

Transformar o Pinheiro em lenha

Se tiver uma lareira, pode reciclar o seu pinheiro para lenha. Não é a melhor lenha para o fogo, mas será uma forma útil de se livrar dela e também dará à casa um cheiro agradável. Tenham o cuidado de retirar as agulhas antes de atirar os ramos ao fogo, porque elas inflamam-se muito rapidamente. Também os pode recolher e armazenar: uma vez secos, são perfeitos para acender a lareira.

Recicle a sua árvore de natal natural no jardim

Se for demasiado ácido para fazer composto, o abeto ainda pode ser utilizado como palhagem no jardim. Desfiada ou cortada em aparas, evitará a evaporação da água e protegerá as suas plantas do frio. Graças às suas propriedades anti-germinantes, é também uma barreira natural ideal contra a proliferação de ervas daninhas.

5 boas razões para escolher uma árvore natural para o Natal

Razão número um: rejeita o oxigénio...

Desde que o abeto não seja cortado, captura CO2 para o transformar em oxigénio, contribuindo assim para limitar o efeito de estufa.

 

Motivo n°2: comprar Português

É mais fácil conseguir um abeto Português natural do que um abeto artificial. A compra de um abeto francês natural contribui para o desenvolvimento económico de certas regiões.

 

Motivo n°3: reciclagem

Enquanto uma árvore artificial é frequentemente feita de plástico, uma árvore natural é totalmente biodegradável.

 

Razão nº 4: Combater as inundações

Graças ao seu sistema radicular, o cultivo de abetos ajuda a estabilizar o solo e a lutar contra os riscos de inundação em particular.

 

Motivo n°5: biodiversidade

O cultivo do abeto contribui para o estabelecimento de um ecossistema estável na área de plantio.

Pinheiro de natal natural e suave

Uma árvore de natal Natural é melhor para o ambiente?

Gostaria de ter uma árvore artificial para preservar o ambiente? Erro! Os Pinheiros naturais têm um impacto de carbono inferior ao dos pinheiros artificiais. O bom cheiro da floresta, para além disso.

É uma ideia popular nesta altura do ano! Algumas semanas antes da véspera de Natal, a questão da árvore começa a surgir em muitas casas Portuguesas. Este ano, abeto natural ou artificial? Aqui estão algumas respostas.

Árvore de natal natural ou árvore artificial: o que é preferível?

Uma empresa de investigação canadiana, realizou uma análise do ciclo de vida de pinheiros naturais e artificiais. Como resultado, uma árvore de Natal artificial emite o equivalente a 8,1 kg de CO2 para a sua produção e transporte. Uma árvore de Natal natural emite "apenas" 3,1 kg de CO2.

De acordo com o estudo, seria necessário manter a árvore de Natal artificial durante mais de 20 anos para se ser eficiente em termos de carbono. As familias mantêm-no durante uma média de seis anos. Além disso, as árvores artificiais são feitas de materiais não renováveis, principalmente plástico. Portanto, escolha uma árvore natural para as férias: é também muito mais autêntica. Se houver um impacto uma vez que se sabe que as madeiras macias acidificam o solo, é menos, preferimos comprar locais.

 

A escolha de um abeto natural ecológico

Uma das ideias preconcebidas sobre os abetos naturais é que ao comprá-los contribui para a desflorestação. Isto não é verdade: as árvores de Natal são variedades cultivadas, por isso não está a ajudar a dizimar a floresta ao comprar a sua árvore.